Infertilidade

19 janeiro, 2017

Infertilidade

Resultado de imagem para Infertilidade

Um casal com dificuldades de reprodução, nos dias de hoje, dificilmente não é confrontado com essas novas técnicas reprodutivas, as quais possibilitarão realizar o sonho de ter um filho. A infertilidade sempre existiu, mas, provavelmente, está mais em evidência graças ao progresso da ciência e da tecnologia. O projeto de filhos, de constituir uma família são aspectos ainda muito valorizados na sociedade moderna. Apesar dos novos papéis que a mulher vem ocupando na sociedade contemporânea, a imagem associada à mulher-mãe ainda é muito valorizada.
Esse desejo de filhos, família, de reprodução, de continuidade, entre outros significados simbólicos colados à procriação de seres humanos, é o que vem legitimando a proposição de uma série de inovações biotecnológicas, surgidas de forma contínua no campo da medicina reprodutiva.
O projeto parental, em caso de não se concretizar, significa um rompimento dos afetos colocados nos filhos desejados. A perda da fertilidade, e de uma criança que ainda não foi concebida, não é um evento socialmente reconhecido pela sociedade. Não existem rituais que legitimem a dor de um casal infértil pela criança que ainda não foi concebida, transformando-se a infertilidade em um luto silencioso e solitário de quem não consegue conceber um filho. Como esse momento de infertilidade não é previsto, a não ser em situações especiais, a maioria dos homens e das mulheres não estão preparados para enfrentar esse diagnóstico, mesmo que este seja transitório.

O casal passa por um período de reavaliação e reorganização do seu projeto de vida, em função desta incapacidade de serem pais. Geralmente, desencadeia-se uma situação de crise em que muitos casais têm dificuldades para desenvolver mecanismos adequados para lidar com uma perda, temporária ou permanente, da possibilidade de ter um filho biológico.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Personalização por | Gabi Layouts